Após quitar dívida ao MinC, Bienal se prepara para realizar a edição 2014

fonte Filipe Araujo EstadaoA Fundação Bienal de São Paulo vai pagar uma dívida de R$ 12,2 milhões em 60 prestações ao MinC (Ministério da Cultura). O débito é referente a 14 convênios fechados entre 1999 e 2007. Ao sair da lista de inadimplentes do ministério, a entidade estará apta a captar recursos pela Lei Rouanet para realizar a 31.ª Bienal, em 2014. O acordo foi assinado entre o presidente da fundação, Luís Terepins e a ministra Marta Suplicy.

Após a assinatura,Terepins,  desafaba: “O acordo tirou um peso dos nossos ombros. Em um momento, achamos que não conseguiríamos”.

Com a nova situação, Terepins comenta sobre projetos em andamento: “Estamos fazendo a exposição intermediária “30 X Bienal”, uma retrospectiva da arte brasileira com 120 artistas e 250 trabalhos. É uma continuação da comemoração dos 60 anos da Fundação Bienal. Depois, vamos continuar fazendo as itinerantes. O princípio é levar a Bienal para outras cidades e estados”, diz ele.

 

Fonte: O Estado de S.Paulo