#Bastidores LC

Bienal do Livro de Alagoas!

O evento, que acontecerá de 25 de outubro a 3 de novembro em Maceió, vai homenagear autores do Estado alagoano!

Expectativa dos organizadores é que 200 mil pessoas circulem pelo evento.

A VI Bienal Internacional do Livro de Alagoas, maior evento literário do estado, vai reunir dezenas de escritores consagrados durante 10 dias. A feira, que acontece de 25 de outubro a 3 de novembro em Maceió, homenageia nesta edição os escritores alagoanos.

O Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, localizado no bairro de Jaraguá, em Maceió, será o ponto de encontro entre estudantes, acadêmicos, professores e comunidade em geral. A programação cultural do evento traz novos espaços temáticos, lançamentos de livros, oficinas, sessões de debates, bate-papos e expositores.

A sexta edição contará com a exposição de aproximadamente 22 mil títulos e a expectativa é reunir mais de 200 mil pessoas. O mote do evento será “Descobrir nas palavras a magia dos sentidos”. Na programação constam nomes consagrados na literatura nacional como Ariano Suassuna,  Frei Beto, Jessier Quirino, Emir Sader, entre outros. E nomes conhecidos na mídia nacional como Tico Santa Cruz, Humberto Gessinger e Laura Müller.

Durante a coletiva de lançamento, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (11), no Hotel Ponta Verde, em Maceió, a vice-reitora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Rachel Rocha, destacou a importância do evento para o estado. “A Bienal extrapola os muros da universidade cumprindo o papel da instituição que é a aproximação da academia com a sociedade. É um espaço democrático, inclusivo e formador”, ressaltou.

O reitor da Ufal, Eurico de Barros Filho, disse estar muito contente com mais uma edição da Bienal. “Um estado melhor e inclusivo deve buscar o fortalecimento da educação e o evento é uma forma de contribuir para isso”, enfatiza.

A coordenadora da Bienal, a professora Stela Lameiras, explicou que o evento também vai abrigar seminários e encontros voltados para diversas áreas. Ela informou que haverá um café literário para lançamentos e bate-papo com os autores e uma praça de autógrafos.

Homenagem a Portugal
Portugal será o país homenageado. O cônsul Honorário de Portugal em Maceió, Edgard Barbosa, esteve presente à coletiva. Ele disse estar muito entusiasmado porque esta edição aborda transição da manifestação poética dos trovadores portugueses à literatura de cordel brasileira. “A homenagem vem em um momento muito importante para valorização das editoras portuguesas, que passam por um momento difícil devido à crise econômica”, falou.

Escritor Gian Carlo de Melo vai lançar duas
coletâneas na Bienal. (Foto: Carolina Sanches/ G1)

Alguns autores que irão lançar livros na Bienal também participaram da coletiva. Dentre eles estava o professor Gian Carlos de Melo, que é de Recife. Ele falou que vai lançar dois exemplares e livros na área de história. Ele falou que, como os livros foram publicados com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), eles serão distribuídos de forma gratuitas. “Também haverá um evento na área de História que vai reunir especialistas na área”, destacou.

A Bienal é uma realização da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), por meio de sua editora, a Edufal, e conta com o apoio da Abeu (Associação Brasileira das Editoras Universitárias), da CBL (Câmara Brasileira do Livro), da Prefeitura de Maceió, do Governo do Estado de Alagoas, da Organização Arnon de Mello e demais parceiros de instituições públicas e privadas.

Fonte: Carolina Sanches/G1/AL

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>